Vestibular para Farmácia 2018

Vestibular para Farmácia 2018
Rate this post

O curso superior para os que passaram no Vestibular para Farmácia 2018 prepara o profissional para trabalhar com a composição e os processos produtivos de medicamentos, cosméticos e de alimentos industrializados. A área de Farmácia é responsável pela pesquisa e pela preparação de medicamentos, produtos de higiene pessoal e cosméticos, examinando e testando substâncias e manipulando princípios ativos que são os ingredientes dos produtos com que trabalha, observando também as reações que podem esses medicamentos provocar no organismo.

Vestibular para Farmácia 2018

O profissional farmacêutico também é o responsável pelo registro de novas drogas medicamentosas, podendo ainda comercializar os produtos e verificar se estão dentro das normas sanitárias.

publicidade

O CRF/SP (Conselho Regional de Farmácia de São Paulo) proporciona apoio aos cursos que atendam seus requisitos, classificando-os com os selos Ouro, Prata ou Bronze, de acordo com a pontuação atingida, baseando-se em critérios como projeto pedagógico, titulação do corpo docente, infraestrutura, laboratórios e farmácia-escola.

Vestibular para Farmácia 2018 – Mercado de trabalho

O mercado de trabalho em Farmácia é sempre crescente, principalmente nos últimos anos, tornando-se cada vez mais aquecido e oferecendo oportunidades em farmácias e drogarias.

As fábricas de medicamentos e cosméticos, laboratórios de análises clínicas e clínicas especializadas também são bons empregadores, embora não deva ser deixado à parte o setor público, com as farmácias populares e os serviços de vigilância sanitária.

O profissional graduado em farmácia também pode atuar na área de pesquisa científica, em biologia molecular e toxicologia forense, áreas que foram favorecidas pela revisão das ocupações profissionais.

Com a globalização, algumas indústrias farmacêuticas multinacionais estão se instalando no Brasil, produzindo principalmente medicamentos genéricos, o que mostra que o mercado de trabalho não sofrerá redução. Mas o mercado de trabalho pode variar segundo a economia e a política regional, nacional e internacional.

O profissional formado em Farmácia também pode ser um farmacêutico bioquímico, trabalhando em indústria e ampliando seu campo de atuação com análises clínicas e toxicológicas, ou na área ambiental, na biologia molecular, na cosmetologia, na farmácia clínica, na farmacovigilância.

Desde o final da década de 1990, quando o Brasil entrou na nova fase, com indústrias desenvolvendo medicamentos genéricos, a profissão se desenvolveu e vem crescendo continuamente. Atualmente, a fase é para o desenvolvimento de medicamentos de biotecnologia, abrindo uma nova área de atuação.

publicidade

Vestibular para Farmácia 2018

Vestibular para Farmácia 2018 – Conheça o Curso

O curso de Farmácia estuda basicamente as áreas de biologia, de física e química, disciplinas que acompanham o estudante durante todo o curso. Para os que desejam se profissionalizar, ainda existem as áreas de toxicologia e tecnologia farmacêutica, sem contar a área de cosméticos.

O curso deve oferecer também aulas práticas, em laboratório, que ocupam boa parte da carga horária do curso, desde seu início. Para o formando em Farmácia, o estágio é obrigatório, assim como o trabalho de conclusão do curso.

O curso de Farmácia tem duração de 5 anos.

Vestibular para Farmácia 2018 – Áreas de Atuação

  • Alimentos, com análise da ação de substâncias no organismo humano, propiciando melhorar a qualidade dos alimentos industrializados;
  • Análises clínicas e toxicológicas, para detectar doenças provocadas por agentes infecciosos ou por agentes intoxicantes;
  • Atenção farmacêutica, orientando pacientes em laboratórios, drogarias e indústrias farmacêuticas;
  • Área ambiental, controlando a qualidade do meio ambiente através de análises da água, do solo e do ar em regiões específicas;
  • Biologia molecular, fazendo análises laboratoriais, utilizando técnicas de biologia molecular;
  • Bioquímica clínica, analisando exames para verificar alterações orgânicas em testes laboratoriais;
  • Cosmetologia, formulando cosméticos e produtos de higiene em indústrias e farmácias de manipulação, atuando também no controle de qualidade dos produtos;
  • Farmácia clínica, acompanhando pacientes que passam por longos tratamentos, prestando assessoria a médicos e enfermeiros;
  • Farmacovigilância, analisando medicamentos e cosméticos e verificando se são eficazes no tratamento de doenças;
  • Medicamentos, pesquisando e testando princípios ativos e novas drogas em indústrias farmacêuticas;
  • Pesquisa clínica, com a observação clínica de pacientes que testam medicamentos a serem lançados no mercado;
  • Vendas, com a comercialização de medicamentos em drogarias ou diretamente para hospitais e postos de saúde, ou na preparação de remédios personalizados, conforme receitas médicas;
  • Vigilância sanitária, analisando e controlando medicamentos e insumos para laboratórios ou alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *